JORGE CARDOSO




ARTSITE





Jorge Cardoso, desde cedo que teve contacto com os mundos da arte. As primeiras iniciativas práticas foram os ateliers de expressão livre organizados por Elvira Leite. 
Mais tarde a sua atividade foi no âmbito económico com a criação da Galeria Vantag e a participação no grupo de fundadores das galerias Nasoni e Atlântica. Com esta última teve acesso a importantes feiras de arte internacionais. Paralelamente foi desenvolvendo as aptidões de colecionador. A investigação no campo da arte, complementando as atividades de galerista e colecionador, incidiu no campo mais teórico com inúmeras leituras em História e (sobretudo) Teoria da Arte. Foi todo este processo que veio a resultar na decisão de, em tempo oportuno, apresentar também a sua expressão artística, com destaque para a corrente conceptual. Dado que ao longo da sua vida a fotografia sempre o acompanhou, esse foi um meio de expressão usado como ferramenta do seu trabalho artístico. A procura de inovação levou-o também a desenvolver um novo processo em termos de obra gráfica – a lithopass – juntamente com uma equipa da Cooperativa Árvore. Mantendo sempre uma posição crítica em relação ao hermetismo no actual processo de escrita sobre arte, Jorge Cardoso optou por escrever sobre os mesmos tópicos mas em linguagem acessível. Este processo levou a que, da teoria à prática, exercesse funções de comissário/ curador em várias exposições.





---------------------------------------------------



"Monografias"  ( no âmbito de Imagine by Vantag) 2016


O produto Imagine compreende um vasto leque de colecções de postais com temas desde a arte até á ciodade do Porto, etc.

Jorge Cardoso é um dos colaboradores habituais desta equipe tanto a nível conceptual como a nível de fotografia.


A evolução mais recente nesta área tem a ver com as monografias: são pequenos livros cujas imagens correspondem aos postais anexos, tudo envolvido nas habituais capas Imagine. Ver monografias 

Jorge Cardoso tem sido o autor dos textos e de parte significativa das imagens (fotografias ou colagens digitais).



"Editions of You" (multimédia low-tech) 2014
 

  

   

   

    

   

   

   

   

   

   

  



ACTO 1: da Arte

Desde que o movimento conceptual apareceu na década de sessenta do seculo passado o mundo da arte nunca mais foi o mesmo. Já tinha havido anteriormente alguns gestos na mesma direção (Dádá, Duchamp…) mas ainda muito embrionários. 
A primeira leva – mais restrita e radical – gerou descendência nas décadas seguintes que expandiram o conceito. 
A posterior evolução deste caminho com os contributos pós-modernistas e outros ainda mais recentes levaram ao estado atual da arte: o foco passou do visual para o filosófico “tudo” podia ser arte desde que “alguém” assim o considerasse e o público afastou-se. 
O aparecimento de uma nova figura de poder no mundo da arte – o curador – é também sinal dos tempos: é o “alguém” que “legitima” o trabalho como Arte. 
Porquê? Não bastaria o artista? Não bastaria o galerista? Não bastaria o museu? 
Nenhum deles se apropriou do novo campo emergente: todo o arsenal teórico necessário para “carimbar o produto”… 
Parece um jogo potencialmente viciado. 
Até porque, entre as armas usadas, temos a considerar a linguagem hermética que passou a ser código secreto de uns poucos.  
Ou seja, o “alguém” que deveria esclarecer lança ainda mais fumo. Como é que fica o nosso já referido e frustrado público?  


ACTO 2: da exposição

Em contraste com o referido, todos nos deleitamos quando conhecemos alguém que - sendo uma sumidade na sua área - consegue explicá-la aos leigos com linguagem clara e acessível.
Será o mesmo possível no campo da arte (não refutando, obviamente, todo o legado conceptual)? Ou seja, não se trata de ser claro voltando à pintura ou escultura clássicas; trata-se de ser claro no campo mais traiçoeiro da arte contemporânea.
Exemplo recorrente dos maneirismos linguísticos referidos no Acto 1 é dizer que “ o artista questiona a relação do espectador com a obra… da obra com o espaço…”; os efeitos práticos de todo linguajar avaliam-se “questionando” esses mesmos espectadores à saída da exposição…
Outro mecanismo habitual e desresponsabilizante é quanto o artista diz que cada espectador “pode tirar as suas conclusões” sobre a obra apresentada; como se isso não acontecesse em relação a tudo. 
Nesta época dos malfadados selfies, o que será mais claro do que o espectador se confrontar consigo próprio 
sem a intermediação de qualquer aparelho fotográfico.

ACTO 3: do artista
 

Significativamente, também esta exposição - no percurso artístico de Jorge Cardoso – é a primeira sem intermediação da máquina fotográfica; o confronto do espectador consigo próprio, que não é uma mera questão retórica, faz-se com a crueza “objectiva” do espelho.
Assim, o desvio atual da arte para o campo da filosofia não implica o seu encarceramento exclusivista no gueto pseudointelectual.
Pelo contrário, Jorge Cardoso adota-o com alegria e com o desejo de o partilhar com o público mais amplo possível.
A transformação da exposição num jogo (com papel e lápis e percurso marcado) é a forma de celebração e fruição de coisas simples ou complexas… de ver… de meditar… de escolher… de decidir… de ser ARTE.
 

C. F. | Porto |Maio 2014



"WgE" (multimédia) 2013
 

   



 "Macau Now" (multimédia) 2013

 



"Lying (Laying) Lolita's Lying Layers" (com som) 2009

   




JANELAS / COLECTIVA / VANTAG GALERIA 578 


Exposição de escultura (Susana Solano, Ângelo Ribeiro, Isabel Braga, Paulo Neves), fotografia grande formato (Jorge Cardoso, A. DeLima, Nuno Veloso), pintura (António Olaio), multimédia (Flipados Team) e instalação (Teresa Amorim).De 19 Setembro a 31 de Outubro 2015.
 

 



PORTAS / COLECTIVA / VANTAG GALERIA 552

Exposição multimédia com curadoria de A. DeLima e Jorge Cardoso. De 19 Setembro a 31 de Outubro 2015.

 



∏ = Pi = 3,14159... / JORGE CARDOSO / VANTAG GALERIA 552


"Há beleza, arte e poesia na matemática levada a este ponto… do mesmo modo que um grande matemático gosta de arte, que um grande artista aprecia a investigação científica, que um grande cientista adora matemática. E fechamos o círculo." De 21 de Abril a 21 de Maio 2015.


   



NICHOS DE ARTE / COLECTIVA / VANTAG DM2

Mini-indivuais dos artistas do Colectivo Vantag - Ângelo Ribeiro, Paz Amorim, Sergio Astorga, Pedro Bruschy, Nuno Veloso, Jorge Cardoso e A.DeLima. De 1 de Janeiro a 30 de Março 2015. 





FOLHAS DE OUTONO / COLECTIVA / VANTAG GALERIA 552

Esta coletiva, com curadoria de Jorge Cardoso, apresentou obras em suporte papel dos artistas da Vantag Galeria. De 20 de Setembro a 1 de Novembro 2014.

  



COLECTIVO VANTAG / MUSEU NACIONAL SOARES DOS REIS

Participaram desta exposição colectiva os artistas, Paz Amorim, A. DeLima e Jorge Cardoso.De 18 de Julho a 7 de Setembro 2014.
 

  
 



V DE VERÃO (2ª edição) / COLECTIVA / VANTAG GALERIA 552

Escultura, desenho, gravura e fotografia de Ângelo Ribeiro, Paz Amorim, Carlos Azevedo, Sérgio Astorga, A. DeLima, Jorge Cardoso, Marga Crespo e José Cabrita Nascimento. Esta exposição apresenta todos os conceitos da Vantag: "Be Smart Buy Art – relembrando que comprar arte é um bom investimento; "Pague Leve & Leve - porque entre Junho e Setembro esta mostra vai-se renovando conforme as vendas. Por isso, merece mais do que uma visita. De 21 de Junho a 13 de Setembro 2014.

    



EDITIONS OF YOU / JORGE CARDOSO / VANTAG GALERIA 552 (salas 1 e 2)

"Significativamente, também esta exposição - no percurso artístico de Jorge Cardoso – é a primeira sem intermediação da máquina fotográfica; o confronto do espectador consigo próprio, que não é uma mera questão retórica, faz-se com a crueza “objectiva” do espelho. Assim, o desvio atual da arte para o campo da filosofia não implica o seu encarceramento exclusivista no gueto pseudointelectual. Pelo contrário, Jorge Cardoso adota-o com alegria e com o desejo de o partilhar com o público mais amplo possível. A transformação da exposição num jogo (com papel e lápis e percurso marcado) é a forma de celebração e fruição de coisas simples ou complexas… de ver… de meditar… de escolher… de decidir… de ser ARTE." (C. F.) De 3 a 31 de Maio 2014.

      
   Wf velvet tanga refª 60902.jpg



ESPREITAR-TE / COLECTIVA / VANTAG GALERIA 552 (sala 2)

Obras de artistas do colectivo Vantag (A.DeLima, Carlos Azevedo, Paz Amorim, Jorge Cardoso, Sérgio Astorga, Pedro Bruschy, Nuno Veloso, Marga Crespo). De 15 de Março a 27 de Abril 2014.

  



ARTE LIBOA 2013 FEIRA DE ARTE CONTEMPORÂNEA / FESTIVAL IN / FIL

Faz todo o sentido a participação da Vantag num Festival onde "inovação e criatividade" são palavras de ordem. A Galeria Vantag tem uma prática de inovação que vai para além das intenções: em 1985 criou a primeira galeria com dedicação exclusiva à Arte Naïf; na década de noventa lançou a primeira galeria de design. Desde 2008, em mútiplas instalações e itinerâncias, tem privilegiado a fotografia e as suas relações com outras disciplinas artísticas. De 14 a 18 de Novembro 2013.

 



BE SMART BUY ART / COLECTIVA DE INVESTIMENTO / VANTAG GALERIA 552

A arte tem provado ser um bom investimento a médio prazo. Uma boa colecção não nasce com a compra no mercado secundário de artistas já consagrados. Pelo contrário, parte de escolhas certeiras que garantem valorização exponencial. Com esta colectiva a Vantag propõe um lote de artistas já com créditos firmados mas com preços ainda acessíveis. De 21 Setembro a 30 Outubro 2013. 

 



MA·CAU·NOW / JORGE CARDOSO / VANTAG GALERIA 552

O artista dá-nos uma visão particular do oriente abrangendo várias facetas de Macau contemporâneo: Pessanha agrilhoado, pessoas de dentro e de fora, singularidades assistémicas e edi-tais com patuá. De 20 de Abril a 25 de Maio 2013. 





 

ORIENTA-TE / A. DeLIMA e JORGE CARDOSO / VANTAG GALERIA 552

Os artistas intervenientes proporcionaram, com as suas imagens e videos, uma visão do contraste entre o Ocidente e o Oriente. De 2 de Março a 13 de Abril 2013.

 



UMA VISÃO SOBRE UMA COLECÇÃO (parte 2) / A PINTURA NA COLECÇÃO VANTAG / DM2


“Sempre achei limitativa a tendência para associar artes plásticas a pintura. Por isso, fui dos que, entusiasticamente, acompanharam as últimas décadas em que os suportes artísticos explodiram para todo o tipo de técnicas mistas, multimédia, vídeo, etc., sem esquecer as incontornáveis instalações. Pela minha parte, no início da actividade de coleccionador fazia o meu combate comprando escultura em vez de pintura. Tal não significa que a pintura tenha sido remetida à total exclusão, como aliás a presente exposição pretende mostrar. Por outro lado, notam-se actualmente uns movimentos de retorno à pintura. Por isso, não fica mal rever a “matéria dada”. (Jorge Cardoso - Comissário).  Inaugurada em Janeiro de 2012, esta exposição de pintura reune obras de vários artistas, como Pedro Calapez e João Penalva.  

_DSC3253_.jpg_DSC3255.JPG_DSC3263.JPG_DSC3272.JPG



LLLL / JORGE CARDOSO / COLECTIVA ÁRVORE 

Jorge Cardoso, artista do Colectivo Vantag, participou numa exposição colectiva na Cooperativa Árvore, com a mais recente obra da sua série LLLL (Lying (laying) Lolita's Lying Layers). De 29 de Julho a 7 de Setembro 2011.

   



LLLLL / JORGE CARDOSO / VANTAG GALERIA 552 

Exposição individual de Jorge Cardoso, da série Lying (laying) Lolita's Lying Layers. Em cada local onde tem sido apresentada esta exposição interage com o espaço disponível e por isso é sempre diferente! As camadas (layers)/cortinas, que os visitantes têm que transpor, foram colocadas na parte mais estreita da galeria. Aqui a iluminação foi reduzida ao mínimo e criaram-se destaques. A base sonora foi melhorada com intervenção de Pedro Bruschy, outro artista do Colectivo Vantag. De 30 de Abril a 4 de Junho.

  
 



DADA CONCEPTUAL CLIVAGEM ULTRAPASSAGEM / JORGE CARDOSO / VANTAG GALERIA 552 

A Vantag continua as suas itinerâncias, agora na Rua Miguel Bombarda, 552 (zona pedonal). Jorge Cardoso apresenta o gesto "DADA CONCEPTUAL CLIVAGEM ULTRAPASSAGEM" citando Robert Barry (execução de Eduardo Amorim Sousa). De 6 de Novembro, 2010 a 6 de Janeiro, 2011. 

   
  



LLLL / JORGE CARDOSO / GALERIA DO TURISMO DE VALENÇA


Jorge Cardoso tem uma exposição individual na Galeria do Turismo de Valença; o edifício em causa está dentro do castelo, era o antigo paiol de pólvora e tem uma forma invulgar. De 20 de Agosto a 23 de Setembro 2010.

  
   



COLECTIVO VANTAG / TORRE DA CADEIA VELHA / PONTE DE LIMA 


Os visitantes puderam apreciar obras de: Adriana Oliveira, Nuno Veloso, A. DeLima, Marga Crespo, Pedro Bruschy e Jorge Cardoso. Outubro 2009. 

 




 _______________________________________________________________________________________



artsite noutros locais

https://sites.google.com/site/jorgecardosoartesite  

http://jorgecardoso.wix.com/artsite